quarta-feira, 13 de março de 2013

EM RIMAS




Lê meu amor, o que te escrevo,
Em rimas...
Delírio ardendo de paixão,
me ensina...
Que ser feliz podemos  mas,
Não devemos...

Porque felicidade, existe amor,
E a dor...
É na verdade aquilo que
já  temos...
Pela distância que separa
a gente...

Por ver que loucos somos
tão somente...
A espera desse encontro
delirante...
Para viver quem sabe?
Um breve instante...

Dorothy de Castro......


1 comentários:

evandro junior disse...

Lindo poema, como já disse repetindo agora. Porque bem sabes cantar o amor com a mesma maestria com que derramas erotismo nos versos teus.

Postar um comentário

Poesias Pontilhadas © 2008. Design by :Yanku Templates Sponsored by: Tutorial87 Commentcute