sexta-feira, 22 de março de 2013

BEIJO DE MAR

De minuto a minuto eu conto essa distância
Que me separa em tontas e tantas saudades
Pobre poeta tua eu vivo na inconstância
De te saber feliz me dando a impiedade...


Ah, eu queria estar rodando em tuas mãos
Como o dadinho que jogas  na mesa vagabunda
Apenas objeto seis lados dos meus vãos
andejas na vontade de me afagar a bunda...


E largamente abrindo a boca exasperada
Eu conto com a luxúria  latente no desejo
No corpo desse mar que és querendo a lua
Só pra molhar seus raios na fúria do seu beijo!...


Dorothy de Castro   Orgasmo Poético



2 comentários:

Adriane disse...

Oi querida!! adorei seu blog!! tão sensivel!!
eu sou a Adriane da optica Novo Olhar aqui na Bela Vista, lembra??
bj grande!!!

C. Dorothy disse...

Oi Adriane,obrigada pela visita, fico feliz que tenha gostado...beijos!

Postar um comentário

Poesias Pontilhadas © 2008. Design by :Yanku Templates Sponsored by: Tutorial87 Commentcute