sábado, 13 de outubro de 2012

TEM...EU SEI QUE TEM


TEM...EU SEI QUE TEM

Tem poesia que bate
Tem poesia que apanha
Tem poeta que perde
Tem poeta que ganha...

Tem a luva que agasalha
Tem a mão que fica fria
Tem a chuva que atrapalha
Tem versos  sem simetria...

Tem o balanço das ondas
Tem  a lerdeza dos rios
Tem veneno da anaconda
Tem meus  poemas vadios...


Dorothy  de Castro






1 comentários:

evandro junior disse...

TEM O TALENTO DA LIRA
TEM O ANJO QUE É MUSA
TEM A BELEZA QUE BRILHA
E O FASCÍNIO DOS FÃS

Postar um comentário

Poesias Pontilhadas © 2008. Design by :Yanku Templates Sponsored by: Tutorial87 Commentcute