sábado, 13 de outubro de 2012

DE ONDE O AMOR ?



Juntaram frases sutis bem escolhidas,
Obedeceram estrofes separadas,
Fizeram rimas finas, escondidas
Na poesia vadia e alucinada...

De onde provém o teu amor, de onde?
Meu rio sonha abraçar teu mar!
Minha luxúria em ti é que responde,
Provém o meu amor do teu luar...

O teu desejo sobe e desce em mim,
E esfrega no meu corpo uma vontade,
De ver saltar meus seios sobre ti...

E esse soneto escrito pelos dois,
São lidos por amantes tresloucados,
Apaixonados vão se amar...Depois!


Dorothy de Castro.....ESCRITO  COM  BATOM

1 comentários:

evandro junior disse...

Talentosa, nobre, emocionante... com a chama da vida que teu ser não larga.

Postar um comentário

Poesias Pontilhadas © 2008. Design by :Yanku Templates Sponsored by: Tutorial87 Commentcute