sábado, 6 de outubro de 2012

POEMA NOSTÁLGICO





Passe por sobre tudo
De que sou feita...
Me deita sobre ti
Acaricia...
Vadias curvas do meu corpo
Me faça o porto...
Que aguarda e guarda
Teu barco em nostalgia...
Contigo faço amor
De primavera...
Quem dera o amanhecer
Da fêmea louca...
Na doce espera
De beijar-te a boca!

Dorothy de Castro...ESCRITO COM BATOM

1 comentários:

evandro junior disse...

Não me canso de me impressionar com teus escritos, poeta. Como flui de você a inspiração! Que vida é essa que te impulsiona!

Postar um comentário

Poesias Pontilhadas © 2008. Design by :Yanku Templates Sponsored by: Tutorial87 Commentcute