quarta-feira, 18 de outubro de 2017

CANTARES DE MIM




Te arranhar gostoso sob a camisa,
Ah! se me amasses como eu te amo...

O corredor em penumbra, seu rosto,
A barba negra, como a querer matar-me...

Do que eu mais gosto em você?
Da tua voz, da tua fala louca...

Orra! a minha pele arde pega fogo,
Entre beijos, orgasmos, e cantigas...

(Sim, ele canta pra mim) e o sol...
O sol, insiste em querer entrar...

Eu quase feia, desfeita em gozo,
corpo roliço, (saciada nele)...

Te arranhar gostoso sob a camisa,
Ah! se me quisesses, como eu te quero!


Dorothy de Castro






1 comentários:

evandro junior disse...

Tão bonita és que tua alma eu canto
No aguardar do muito que a mim prometes
Me provocando a fibra gosto de atiçar-te
Mostrando que ela é feita pra que gozes
Do encanto que me dás co'esse teu jeito
De quem se dá inteira e também por versos
Gostosa como a escrita, meu amor te brindo
Te encho de desejo pra te saciar

(EB) O POETA DAS ROSAS

Postar um comentário

Poesias Pontilhadas © 2008. Design by :Yanku Templates Sponsored by: Tutorial87 Commentcute