segunda-feira, 1 de julho de 2013

O GRITO





Quero  a tua teimosia
Teu recado todo dia...
E a cidade inteira pare
Pra te ouvir dizer aquilo
Que dizes com tal estilo
E que a minha alma
Sare
E ampare
A tua voz
Grita forte que me ama
Chama-me
Pra dentro de ti...
Sou dama
Sou dona
Do amor
Da cor e do desejo...
Louca
Boca na boca...
O beijo!

Dorothy de Castro



1 comentários:

evandro junior disse...

Adoro o tema que abordas com tamanha propriedade, dizendo que o amor é mais do que um sentir, é necessidade de um fazendo chegar ao ser amado, exatamente aos gritos, pra que cidades testemunhem abrindo caminhos.

Postar um comentário

Poesias Pontilhadas © 2008. Design by :Yanku Templates Sponsored by: Tutorial87 Commentcute