domingo, 24 de julho de 2011

CONFISSÃO

É tanto que eu te amo que confesso
Que o meu maior  desejo é que meu Deus
Te possa conceder o que tu pedes
E que mereces ter amado meu...
Um calmo amor sincero e verdadeiro
Que viva do teu lado tão feliz
Que te recorde bem o amor primeiro
E que te dê a paz que eu sempre quiz
Porque o amor que eu também quiz amado
Já dei a outro à muito tempo atraz
Hoje em meu peito nada tenho mais
Alem dessa amargura de ter sido
Sacrificada à este amor bandido
Na triste sina de não ter amado!...


Dorothy de Castro  Orgasmo Poético



0 comentários:

Postar um comentário

Poesias Pontilhadas © 2008. Design by :Yanku Templates Sponsored by: Tutorial87 Commentcute