domingo, 5 de janeiro de 2014

UM FARTO AMOR





Quando meu corpo se juntar ao teu
Como queremos, como desejamos
Porque de almas, não  nos separamos
Sou muito tua e tu és muito  meu...

Até o céu se envergará ao gozo
Julgo que tudo se fará  de um jeito
Em nosso arfar no aconchegar do peito
Tão grande amor e tão delicioso...

Estrelas hão de vir para sondar
Loucas de inveja ou reles aprendizes
Piscando as luzes para iluminar...

Que venha a noite e que sejamos fartos
E nossas carnes juntem-se felizes
Mais  bela cama,  mais feliz dos quartos!



Dorothy de Castro




4 comentários:

Elton Sipião disse...

Poesia bem escrita,belíssima.

evandro junior disse...

Passando pra comentar a beleza dos teus versos, poeta de talento imenso. Escreves mesmo com a alma, lindamente.

C. Dorothy disse...

Obrigada Elton, feliz com a tua visita e o teu comentário... Um Novo Ano maravilhoso para você...bjs!

C. Dorothy disse...

Gracias Evandro adoro seus comentários poeta...Seja sempre bem vindo...beijos!

Postar um comentário

Poesias Pontilhadas © 2008. Design by :Yanku Templates Sponsored by: Tutorial87 Commentcute