domingo, 4 de agosto de 2013

MANHÃ NA ILHA





Uma ilha...
Eis o que sou, uma ilha...
Perca-se em mim
Me adentre as matas,
os pelos o verde...
Os girassóis!

Use seus truques,
brinque comigo...
De canibal,
me coma...
Desça em meus vales,
entale sua cabeça,
cresça em mim...

Deslise pelas minhas costas...
Se agarre em meus cabelos...
Sou uma ilha,
a filha de que mais gostas..
Nessa manhã,
seus olhos cor de avelã...
Me desnudando...



Dorothy de Castro


1 comentários:

evandro junior disse...

Um poema num dia de sol
Inspiração rolando à beira-mar
Na areia dança a havaiana
Dizendo que a poesia entoa mantras
Num orar faz preces e agradece em versos

(EB) O POETA DAS ROSAS
Boa semana, amiga

Postar um comentário

Poesias Pontilhadas © 2008. Design by :Yanku Templates Sponsored by: Tutorial87 Commentcute