domingo, 31 de março de 2013

DOR DO POETA










Onde o lugar pra dor?
Onde  esse nó que aperta,
O peito insatisfeito do poeta?

Eu quereria dizer, que a dor,
Tem seu lugar, só não sei onde,
Num mágico solar  onde se esconde...

Na praia, campo ou alto da montanha,
Mas pode ser embaixo dessa terra,
A se abster, a se abater em guerra...

Poeta moço, menino,não se mate,
Velhice vem, meu bem até a flor,
Espera o fim...Tem sim, lugar pra dor!

Dorothy de Castro




1 comentários:

evandro junior disse...

Quando meu peito anda insatisfeito
Às voltas co'os tormentos de um querer intenso
Escrevo a ela e a poesia fala
E segue o peito ardente a deseja-la em febre

EVANDRO BATISTA

Postar um comentário

Poesias Pontilhadas © 2008. Design by :Yanku Templates Sponsored by: Tutorial87 Commentcute