terça-feira, 4 de dezembro de 2012

COISAS...COISAS










Ele...
Tem uma peça guardada
No fundo do guarda roupa...
Com marcas da minha boca

Do meu vermelho batom...

EU...
Tenho vontade suprema
De transportar num poema
As delicias pro meu homem
Pra matar a sua fome...

NÓS...
Queremos na paixão toda
Que o mundo bobo se exploda...
Que se foda a hipocrisia
Amamos na poesia...

Dorothy de Castro...ESCRITO COM BATOM

1 comentários:

evandro junior disse...

Me agrada ver o que você escreve, gosto desse levante que entusiasma, esse grito ao amor, ao sentimento esquecido nos dias de hoje. Mas ele resiste, estou certo, no meio do ódio e da inveja. E há de emergir para espanto dos mesquinhos. Enquanto isso, cante essa canção como bem sabe, poeta

Postar um comentário

Poesias Pontilhadas © 2008. Design by :Yanku Templates Sponsored by: Tutorial87 Commentcute