terça-feira, 23 de outubro de 2012

FEITO EU





Disparo por sinais os meus desejos,
Coisa de louca o meu batom na boca,
Uma utopia feminina agora ensina,
Que longe de mim as fantasias falam...

Ele se toca nos sonhos que o embalam,
Um jeito de encarar a tal saudade,
Feito eu, que me desfaço em gozo,
Na manipulação pensando nele...

E feito eu, o homem  que chegou,
Dorme comigo só em pensamentos,
Ausência de nós dois enlouquecidos,
O amor existe sim... Mas é tão triste!

Dorothy de Castro....ESCRITO COM BATOM

1 comentários:

evandro junior disse...

Bravo esse teu jeito de poetar, unindo o amor com a tristeza, sentimentos tão casados quando em meio a ignorância.

Postar um comentário

Poesias Pontilhadas © 2008. Design by :Yanku Templates Sponsored by: Tutorial87 Commentcute