sexta-feira, 4 de março de 2011

POETA CASADO

Casa comigo, se puderes se quiseres,
Casa comigo hoje e todo dia,
Me escolha entre todas as mulheres,
Como papel e anel a poesia...

Nos versos dormiremos , linha reta,
Ansia da escrita que amamos tu e eu,
O nosso leito, cama de poeta,
O cobertor será um poema teu...

Faremos bodas quando a poesia,
Ficar mais velha em nossos corações,
E se juntar casada com as canções...

Essas cançoes que hás de compor pra mim,
Para provar o teu amor sem fim,
Casa comigo, hoje e todo dia...!!!

Dorothy de Castro- Orgasmo Poético

1 comentários:

evandro junior disse...

E de pedires, assim,clemente autora, peço eu que no poema Deus te atenda, pra que as letras que tu vertes achem outras. E inspire a inspiração de quem quem te ler.

Postar um comentário

Poesias Pontilhadas © 2008. Design by :Yanku Templates Sponsored by: Tutorial87 Commentcute