domingo, 16 de agosto de 2009

DIÁRIO DE UMA MULHER


Não queira conhcer o meu diário,
tampouco desvendar os meus segredos,
gosto de quebrar barreiras,
ter prazeres sensoriais...
O universo é infinito,
e não sou um fetiche seu.
O seu olhar masculino,
alimenta o estrelismo...
Em cenas da vida real,
deixo tudo acontecer,
quero experimentar,
o que a vida me reserva.
Com linguagem corporal,
eu vou galgando degraus,
pra fazer amor na escada!
Pra que a curiosidade,
de ler aquilo que escrevo,
ficar com água na boca ?
Nesse meu jogo de cartas.
é você o meu descarte...
Preste atenção nesse aviso,
Se acostume com o meu jeito,
finja que sou um adesivo,
e me cole no seu peito!!!
Dorothy de Castro

1 comentários:

Poetano disse...

Maravilhoso ! que texto hein!!!!!!!!!!!

Postar um comentário

Poesias Pontilhadas © 2008. Design by :Yanku Templates Sponsored by: Tutorial87 Commentcute